terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Os clientes são de Marte, as agências são de Vênus I

Como eu mudei de cidade, acabei tendo que sair da ESPM, onde era professor. Adorava as noites de contato com os alunos, pois era o momento para teorizar sobre o dia a dia do trabalho. Uma das aulas que mais gostei de lecionar (e creio que os alunos também gostaram) foi usar minha experiência como ex-cliente e, na época, agência, para comparar o modo de pensar de cada um dos lados de uma mesma moeda. A tentativa era entender as diferenças do pensamento e o porquê de tantos desencontros entre as partes.

Parece-me o caso do homem e mulher, relatado no livro "Os homens são de Marte, as mulheres são de Vênus". Por terem pensamentos muito diferentes, os casais acabam tendo problemas de relacionamento, mesmo tendo um objetivo em comum.

Se agências e clientes tem objetivos idênticos, por que existem tantos problemas no dia a dia? Não vou responder agora. Vou fazer como a Globo, dividindo a minha resposta em capítulos. Mas hoje gostaria de pedir que você me mandasse a sua explicação de porque isso acontece. Deixaria esse tema mais interessante.

2 comentários:

Daniella Simões disse...

Não quero generalizar, mas acredito que quando eles estão em sintonia não acontecem desentendimento.

Acredito, sim, que quando o cliente finge que está investindo, mas se sente na verdade gastando e/ou a agência acha que o cliente é um estorvo (é assim?), mas finge que ele é importante que acontecem esses desentendimentos... Mais uma vez, sem generalizar...

João Paulo Mayall disse...

No meu ponto de vista é bem simples.
Assim como existem boas agências, existem más agências. O mesmo ocorrer com os clientes. Péssimos clientes e ótimos clientes.
Quando você vai em um restaurante, o chopp estar gelado, comida gostosa e um bom atendimento é quesito básico para agradar o cliente. O que encanta é a experiência ali vivida, os bons momentos em família, a conquista de uma nova namorada, um aniversário inesquecível, e por ai vai.

O mesmo ocorre na relação agência X cliente. Solucionar problemas de comunicação, ser criativa, ágil e apresentar resultados, é quesito básico. O que importa é a experiência no workflow saudável, transparente e harmônico. Isso sim faz a toda diferença para uma relação estável e duradoura. Erros, atrasos e problemas vão ocorrer de ambas as partes, o importante é tentar minimizar isso e quando ocorrer, solucionar de forma serena. Sempre lembrando a máxima - “o cliente sempre tem razão.”. As agências não podem esquecer de quem é o cliente e quem é o prestador de serviço, principalmente na hora dos problemas.

Engolir sapo é uma virtude.
Abraços,
Att.

 
Locations of visitors to this page