quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Shopping Iguatemi: do limão uma limonada

Flyer Iguatemi 

Tem certas exigências legais que, por mais que sejam corretas, acarretam num certo desconforto às empresas na hora de serem aplicadas. Creio que este é um dos melhores exemplos: As vagas reservadas para os portadores de necessidades especiais.

Todos os estacionamentos públicos e semipúblicos são obrigados a reservarem um percentual de suas vagas. Elas são estrategicamente posicionadas para facilitar a vida das pessoas com mobilidade reduzida. E viram ouro em certos locais, onde encontrar uma vaga é um sacrifício.

Nem todos respeitam. E é obrigação do administrador do estacionamento mantê-las disponíveis. Alguns colocam correntes, outros cones, mas ninguém consegue ter um guarda tomando conta 24 horas. Por isso, surgem os abusos.

O Shopping Iguatemi resolveu apelar para o bom senso. E coloca nos carros estacionados nas vagas e em pontos estratégicos do shopping o folheto acima. Não gera briga, não se indispõe com o cliente. Relembra a ele a razão da existência das vagas. Tudo num tom elegante, como o próprio Iguatemi é. Corre o risco de dar certo…

Um comentário:

cronicasurbanas disse...

Muito bacana o puxão de orelhas do Iguatemi, gostei! O único probleminha é que, em geral, os sem-noção não entendem nem de sutileza, nem de bons modos... Tenho cá minhas dúvidas de que a ideia vá funcionar, mas torço para que isso aconteça.

Tenho uma prima que tem problemas de mobilidade, de 2 em 2 anos vai à BHTrans renovar a credencial para poder usar a vaga que lhe é de direito, e toda hora ela encontra um idiota estacionado na vaga. Ela tem o telefone da BHTrans na memória do celular, mas quando liga pra reclamar, eles argumentam que não têm agentes suficientes pra controlar tudo. O que até é verdade, mas não resolve o problema dela, né?

abraço,
Mônica

 
Locations of visitors to this page